+ POR PALAVRA
+ POR ÁREA DO CONHECIMENTO
+ POR PESQUISADOR
+ POR INSTITUIÇÃO

Facebook
Untitled Document


Você pode ouvir os arquivos de áudio num pop-up clicando em "ouvir" ou salva-los no seu computador clicando com o botão direito em mp3 e escolhendo a opção "salvar como...".
 
Fernando Antônio Medeiros Marinho
PESQUISA AVALIA USO DE BIOFILTROS PARA DIMINUIR A POLUIÇÃO

PUBLICADO EM 19.06.2012
 
Os aterros sanitários são projetados para receber o lixo urbano e são planejados para minimizar o impacto ambiental vindo da deposição desses resíduos. Mesmo assim, a decomposição de matéria orgânica produz biogás, que é uma mistura que contém gases que contribuem para o efeito estufa como o metano e o dióxido de carbono. Uma das maneiras de minimizar ou diminuir os prejuízos ambientais causados pelas emissões fugitivas destes gases em aterros é o uso de coberturas que atuam como biofiltros. Eu sou Fernando Marinho, professor da Escola Politécnica da USP e coordeno uma pesquisa que estuda o desenvolvimento de coberturas metanotróficas. O estudo utilizou dois tipos de materiais para construir os biofiltros. Usamos resíduos da construção civil com características de uma areia e também areia natural misturados a um composto orgânico. Essa mistura serve para cobrir os aterros no momento do enceramento da colocação de lixo e assim aumentar a oxidação biológica do metano na área. Percebemos que com a instalação das coberturas é possível diminuir a emissão de metano para a atmosfera, o que é muito importante já que algumas cidades não possuem a infraestrutura adequada para lidar com enceramento das atividades dos aterros ou lixões.
Podcast produzido por Thales Schmidt
Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade de Pernambuco (1983), mestrado em Mecânica dos Solos pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1986), doutorado em Geotecnia pela University of London (1994) e pós doutorado na Arizona State University (2008). Atualmente é professor livre docente da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área Geotécnica, atuando principalmente nos seguintes temas: solos não saturados, coberturas de aterros de resíduos, estudos experimentais de campo e laboratório, estabilidade de taludes, fluxo em meios porosos.