+ POR PALAVRA
+ POR ÁREA DO CONHECIMENTO
+ POR PESQUISADOR
+ POR INSTITUIÇÃO

Facebook
Untitled Document


Você pode ouvir os arquivos de áudio num pop-up clicando em "ouvir" ou salva-los no seu computador clicando com o botão direito em mp3 e escolhendo a opção "salvar como...".
 
Eugênio Rondini Trivinho
Pesquisa aborda nova concepção de ser e agir na civilização mediática

Ciências Sociais Aplicadas; Comunicação

PUBLICADO EM 09.11.2011
 
Eu sou Eugênio Trivinho, professor do programa de estudos pós-graduados em comunicação e semiótica da PUC-São Paulo. Durante três anos desenvolvi a pesquisa "Comunicação, existência e tempo real: a significação social-histórica do fenômeno glocal na civilização mediática avançada", com apoio do CNPq. A pesquisa teve embasamento sociológico, filosófico e antropológico. Procurou apreender, de forma crítica, o que significa ser, existir e agir em tempo real, o que só é possível através de meios eletrônicos de massa, como o rádio e a TV e interativos, como a internet. Ser e agir em tempo real significa não atuar mais única e exclusivamente no local onde você está, mas num outro contexto, que não é nem global nem local; é, antes, glocal, uma mescla irreversível dos dois. O glocal envolve uma experiência vivida com auxílio de redes comunicacionais. É um fenômeno invisível:ele não existe concretamente; só pode ser conhecido pelos seus efeitos. Nenhuma civilização anterior à nossa teve essa experiência, típica do século XX em diante. Essa experiência adquiriu maior definição com os equipamentos digitais e acabou alterando profundamente a nossa relação com a realidade. A pesquisa visa contribuir para uma melhor compreensão do mundo contemporâneo e do papel da comunicação nesse processo.
Podcast produzido por Aline Pádua
Eugênio Rondini Trivinho é Professor do Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PEPGCOS/PUC-SP) e Pesquisador do CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Bolsa de Produtividade em Pesquisa). Doutor em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, é Presidente da ABCiber - Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura (gestões 2007-2009 e 2009-2011) e Coordenador Geral, na PUC-SP, do CENCIB - Centro Interdisciplinar de Pesquisas em Comunicação e Cibercultura. É Consultor ad hoc do CNPq e da CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior e Assessor Científico da FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. É membro do Conselho Científico de vários periódicos da área de Comunicação. Publicou inúmeros ensaios em coletâneas e periódicos científicos e ministrou diversas conferências e palestras em eventos nacionais e internacionais sobre crítica filosófica, sociológica e política da comunicação, da cultura pós-moderna, da civilização mediática e da cibercultura.