+ POR PALAVRA
+ POR ÁREA DO CONHECIMENTO
+ POR PESQUISADOR
+ POR INSTITUIÇÃO

Facebook
Untitled Document


Você pode ouvir os arquivos de áudio num pop-up clicando em "ouvir" ou salva-los no seu computador clicando com o botão direito em mp3 e escolhendo a opção "salvar como...".
 
Ana Dâmaso
PESQUISA ANALISA A OCORRÊNCIA DA HIPERLEPTINEMIA EM ADOLESCENTES OBESOS

Ciências Biológicas; Fisiologia; Fisiologia do Esforço.

PUBLICADO EM 12.04.2012
 
Sou Ana Dâmaso, professora associada e livre-docente da Universidade Federal de São Paulo. Minha pesquisa atual trata da ocorrência da hiperleptinemia em adolescentes obesos e busca verificar os resultados da aplicação de terapia interdisciplinar na mudança do quadro clínico. A leptina é um dos principais hormônios que controlam a fome, a saciedade e o aumento do gasto energético do corpo, e por isso, contribui para o emagrecimento. Porém, o excesso da leptina no sangue, chamado de hiperleptinemia, leva a um quadro de resistência à ação do próprio hormônio, inibindo sua função no organismo. Além disso, a leptina em excesso também diminui o nível de adiponectina (hormônio responsável pela redução do processo inflamatório), e desse modo, pode aumentar as chances de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Por esses motivos, o controle da leptina é essencial na prevenção da obesidade e de ocorrências de outras doenças crônicas.Nós buscamos analisar os efeitos de uma terapia interdisciplinar de um ano nas mudanças do quadro clínico de adolescentes obesos. Na terapia, o paciente é acompanhado por vários profissionais além de realizar exercícios físicos regularmente. Constatamos que após um ano de terapia o paciente apresenta uma redução na prevalência de hiperleptinemia no sangue, melhorando o processo de emagrecimento, além do aumento da adiponectina.
Podcast produzido por Aline Pádua
Ana Dâmaso Possui graduação em Educação Física pela Escola Superior de Educação Física de Goiás (1980), Mestrado em Educação Física pela Universidade de São Paulo (1993), Doutorado em Nutrição pela Universidade Federal de São Paulo (1996) e Pós-Doutorado em Pediatria pela UNIFESP, 2005. Atualmente é Professor Associado da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO. Tem experiência na área de Nutrição, com ênfase em Bioquímica da Nutrição, atuando principalmente nos seguintes temas: obesidade, exercício, nutrição, equipes multidisciplinares, metabolismo do tecido adiposo. Assessora Científica de vários periódicos nacionais e internacioanis. Pesquisadora CNPq e FAPESP. Orientadora no Programa de Pós-Graduação em Nutrição da UNIFESP. Cooperação internacional Itália e Alemanha.