+ POR PALAVRA
+ POR ÁREA DO CONHECIMENTO
+ POR PESQUISADOR
+ POR INSTITUIÇÃO

Facebook
Untitled Document


Você pode ouvir os arquivos de áudio num pop-up clicando em "ouvir" ou salva-los no seu computador clicando com o botão direito em mp3 e escolhendo a opção "salvar como...".
 
Antônio Ismael Inácio Cardoso
Análise de herança genética contribui para produção mais eficiente de vegetais

Ciências Agrárias; Agronomia

PUBLICADO EM 16.09.2011
 
Sou Antônio Ismael Inácio Cardoso, professor do departamento de Produção Vegetal da Unesp de Botucatu. Desenvolvo uma pesquisa que tem como objetivo estudar a herança genética da tolerância ao mosaico amarelo, uma das doenças mais limitantes na produção de pepino e abobrinha, principalmente em abobrinhas do tipo "italiana". Porém, por que estudar a herança genética? A maioria das características dos seres vivos tem uma herança que vem dos genes do pai e da mãe. São feitos cruzamentos controlados entre plantas resistentes e plantas suscetíveis para conhecer como cada característica é herdada. O conhecimento da herança facilita a obtenção de novas variedades que são resistentes à doença. Na pesquisa foi observado que a herança é condicionada apenas por um único gene recessivo. Portanto, para que os “filhos”, sementes que vão gerar as novas plantas, sejam todos resistentes, tanto o pai quanto a mãe tem que apresentar resistência ao mosaico amarelo. O estudo contribui para a produção mais eficiente desses vegetais, pois uma variedade resistente implica em menos riscos no cultivo, gerando maior produtividade. A obtenção de variedades de abobrinhas resistentes leva à diminuição do uso de agrotóxicos que, além de reduzir a contaminação do ambiente, também diminui o custo da produção. Colaboraram para a pesquisa o professor Marcelo Agenor Pavan e a professora Renate Krause Sakate, ambos da Faculdade de Ciências Agronômicas.
Podcast produzido por Lydia Rodrigues
Antônio Ismael possui graduação em Agronomia pela Universidade de São Paulo , mestrado em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e doutorado em Agronomia Genética e Melhoramento de Plantas pela Universidade de São Paulo . Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, onde foi coordenador do programa de pós-graduação em Horticultura.