+ POR PALAVRA
+ POR ÁREA DO CONHECIMENTO
+ POR PESQUISADOR
+ POR INSTITUIÇÃO

Facebook
Untitled Document


Você pode ouvir os arquivos de áudio num pop-up clicando em "ouvir" ou salva-los no seu computador clicando com o botão direito em mp3 e escolhendo a opção "salvar como...".
 
Gelvam Hartmann
Pesquisa permite a datação de materiais arqueológicos históricos por meio da análise das variações do campo magnético terrestre no Brasil

Ciências Exatas e da Terra; Geociências; Geofísica.

PUBLICADO EM 27.10.2011
 
Eu sou Gelvam Hartmann, doutor em Geofísica pela Universidade de São Paulo. Minha atual pesquisa estuda o arqueomagnetismo no Brasil e tem como principal objetivo observar as variações da intensidade do campo magnético terrestre no Brasil, em escalas de tempo de séculos a milênios. Além de determinar essas variações, a pesquisa permite também a datação de materiais arqueológicos históricos do período colonial no Brasil. A determinação da intensidade do campo magnético da terra pode ser obtida por meio da relação linear entre a magnetização gravada em materiais feitos de argila que sofreram aquecimento e o campo magnético aplicado no momento da queima desses materiais. As medidas obtidas em laboratório são comparadas aos modelos de campo geomagnético existentes no período de tempo em estudo. As chamadas “curvas de variação do campo magnético terrestre” mostram como o campo se comportou no passado e podem fornecer as bases sobre a sua evolução futura. Até o momento, os resultados da pesquisa mostraram que as curvas de variação do campo terrestre no Brasil apresentam uma contribuição significativa de componentes não dipolares do campo e trazem implicações importantes na variação do campo dipolar. Além disso, a curva de variação para a região nordeste possibilitou a datação arqueológica de uma casa do pelourinho estudada pelo Projeto Monumenta de Salvador.
Podcast produzido por Aline Pádua
Gelvam Hartmann possui graduação e Física pelas Faculdades Integradas de Palmas, mestrado em Geofísica pela Universidade de São Paulo e doutorado em Geofísica pela Universidade de São Paulo. Atualmente faz pós- doutorado em Geofísica no Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo. Tem experiência em Física e Geofísica atuando principalmente nos seguintes temas: geomagnetismo, paleomagnetismo, paleointensidade e magnetismo de rochas.